Curcumina

Cúrcuma, uma das substâncias mais benéficas para a saúde

A Cúrcuma, especiaria que dá ao curry a cor amarela tem sido utilizada na Índia há milhares de anos como um tempero e também como erva medicinal. Diversos estudos vem transformando a cúrcuma em uma das substâncias mais benéficas para a saúde e com isso são vários os benefícios que essa raiz pode nos proporcionar.

 

A curcumina é o ingrediente ativo principal da cúrcuma e tem efeitos anti-inflamatórios e antioxidantes muito forte, porém o teor de curcumina não é tão alto, somente 3%. O recomendado é a utilização do extrato de cúrcuma em cápsulas com dosagens que variam entre 400 mg a 1 grama por dia. (Consulte seu médico).

 

A CÚRCUMA É UM ANTI-INFLAMATÓRIO NATURAL

A inflamação é um recurso do organismo que ajuda o corpo a combater os invasores e também desempenha um papel no reparo dos danos. Sem a inflamação, as bactérias poderiam facilmente dominar nosso corpo e até nos levar à morte, embora a inflamação aguda seja benéfica, ela pode se tornar um grande problema quando se torna crônica e se espalha de modo inapropriado pelos tecidos do corpo.

 

Os estudos relatam que a curcumina tem forte efeito anti-inflamatório. Ela é tão poderosa que se compara à eficácia de algumas drogas anti-inflamatórias. A curcumina bloqueia o NF-kB, uma molécula que percorre o núcleo das células e aciona os genes relacionados à inflamação.

Em vários estudos, sua potência foi comparada positivamente às drogas anti-inflamatórias farmacêuticas sem seus efeitos colaterais, dessa forma a inflamação crônica acaba por contribuir com muitas doenças ocidentais comuns. A curcumina inibe muitas moléculas conhecidas por desempenhar um papel importante na inflamação.

CAPACIDADE ANTIOXIDANTE

O mecanismo por trás do envelhecimento e de muitas doenças é o causador do dano oxidativo, envolvendo os radicais livres, que são moléculas altamente reativas com elétrons não pareados. Os radicais livres tendem a reagir com importantes substâncias orgânicas tais como os ácidos graxos, as proteínas ou o DNA.

A principal razão pela qual os antioxidantes são tão benéficos é que eles protegem o corpo contra os radicais livres. Acontece que a curcumina é um potente antioxidante que pode neutralizar os radicais livres devido à sua estrutura química, por outro lado ela também estimula a atividade das enzimas antioxidantes do nosso corpo.

DIMINUI O RISCO DE DOENÇAS CARDÍACAS

A curcumina pode ajudar a reverter muitas etapas no processo de problemas cardíacos. O benefício principal da curcumina quando se trata de problemas cardíacos é o aprimoramento da função do endotélio, portanto exerce a função do revestimento dos vasos sanguíneos.

Vários estudos mostram que a curcumina é tão eficaz quanto a prática de atividade física, e mostra que ela funciona tão bem quanto as drogas indicadas para o seu tratamento. A curcumina também reduz a inflamação e a oxidação, consequentemente também é importante para quem tem problemas cardíacos.

AJUDA A PREVENIR O CÂNCER

O câncer é uma doença caracterizada pelo crescimento descontrolado de células e existem muitas formas diferentes desta doença, mas elas têm muitos fatores em comum, alguns dos quais parecem ser afetadas pela administração de curcumina.

Pesquisas tem sido realizadas com a curcumina como uma erva benéfica no tratamento do câncer. Ela pode afetar o crescimento, desenvolvimento e disseminação do câncer em nível molecular.

Estudos mostram que ela pode reduzir o crescimento de novos vasos sanguíneos nos tumores, a metástase, que é a disseminação do câncer, bem como contribuir para a morte das células cancerosas.

A curcumina produz diversas mudanças em nível molecular que podem ajudar na prevenção e talvez até mesmo no tratamento do câncer.

AJUDA NO TRATAMENTO DO MAL DE ALZHEIMER

O mal de Alzheimer é a doença neurodegenerativa e é a causa principal da demência. Infelizmente, ainda não há nenhum tratamento disponível para este mal, por isso a prevenção é o melhor caminho.

A inflamação e o dano oxidativo desempenham importante papel no mal de Alzheimer, sendo assim a curcumina apresenta efeitos benéficos sobre os dois casos.

No Mal de Alzheimer existe o acúmulo de proteínas entrelaçadas chamadas de placas amiloides. Estudos mostram que a curcumina pode ajudar a desobstruir essas placas, mas o argumento de que a curcumina pode realmente desacelerar ou até mesmo reverter a progressão do mal de Alzheimer ainda precisa de um estudo mais aprofundado.

 

OS BENEFÍCIOS DA CÚRCUMA CONTRA A DEPRESSÃO

A pessoa com depressão tem seus níveis reduzidos do fator neurotrófico derivado do cérebro e a um encolhimento do hipocampo, uma área do cérebro que desempenha um papel no aprendizado e na memória, sendo assim a curcumina eleva os níveis de BNDF, revertendo potencialmente algumas destas alterações.

Existe também alguma evidência de que a curcumina eleve os níveis dos neurotransmissores cerebrais serotonina e dopamina.

 

COMO USAR CÚRCUMA

Podemos usar a planta fresca, que tem sabor mais acentuado, ou seco em pó. O seu sabor é bem forte e pode mascarar o sabor dos alimentos. Procure utilizar em comidas salgadas, como molhos, carne vermelha, peixe, frango, sopas, legumes e vegetais cozidos. No arroz também fica muito bom.

Utilize-se deste benefício em favor de sua saúde, previna-se.

 

Dieta de 21 Dias

Começar AGORA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *